bg-empresa

110 e 220 volts: Aprenda a utilizar corretamente

110 e 220 volts: Aprenda a utilizar corretamente

110 e 220 volts ainda geram as mais diversas dúvidas em relação a sua utilização

110 e 220 volts. Essas duas voltagens acompanham o cotidiano de todos nós, quando falamos de instalações elétricas.

Ainda existem muitas dúvidas em relação à voltagem dos produtos: na hora da compra, por exemplo, é normal que o consumidor se depare com especificações diferentes, como 110 e 220 volts. 

Entretanto, não conhecer essas diferenças pode levar você a queimar algum dispositivo. 

Por isso, é fundamental saber utilizar cada uma das tensões para instalações elétricas.

Neste post, você vai entender como fazer o uso de cada voltagem corretamente. Continue a leitura e tire suas dúvidas!

 

Instalações elétricas em 110 e 220 volts: Qual gera mais economia?

 

Muitas pessoas buscam economia de energia elétrica, ou seja, isso faz com que elas troquem seus aparelhos elétricos de 110 volts para 220 volts. 

Os equipamentos de 220v conseguem dissipar menos quantidade de energia se comparado aos de 110 volts, o que gera um aproveitamento de energia e sobretudo, diminuição da corrente.

Os cálculos de economia giram em torno de 2% e 6%, porém, isso depende muito de cada situação. 

É preciso levar em consideração, especialmente,  o tipo de instalação elétrica das residências (monofásica, bifásica ou trifásica), bem como o comprimento da fiação, sua espessura, entre outros aspectos. 

Vale ressaltar que, para ocorrer a conversão de 110 para 220 volts, será preciso fazer a troca do disjuntor.

 

110 e 220 volts: Qual a mais segura?

 

Essa é uma dúvida corriqueira, especialmente entre os consumidores. 

Para quem busca mais segurança na hora de fazer a instalação elétrica, escolher a tensão 110v é a melhor opção. 

Isso porque algum acidente como tomar um choque em uma tomada 220v é duas vezes mais perigoso por causa da tensão, desse modo, é o dobro em relação à outra.

Com a utilização do novo modelo de tomadas adotado pelo Brasil, esse problema acaba sendo reduzido, uma vez que os novos plugs tornam quase impossível que alguém sofra alguma lesão elétrica.

Porém, lembre-se que independentemente do tipo de tomada, é preciso ter a máxima cautela com as crianças. 

Além disso, é necessário ter atenção na hora da manutenção ou de reparos na rede.

 

O aterramento é de extrema importância 110 e 220 volts

 

O aterramento tem como função a prevenção de danos nos aparelhos eletrônicos se houver uma descarga elétrica e também evita que uma pessoa use um equipamento de forma errada, assim sendo, escapando de possíveis choques. 

O melhor aterramento é aquele em que existe um fio que é ligado em uma barra de ferro, que se encontra diretamente dentro da terra, especialmente.

O fio terra tem o que é conhecido como potencial zero volt absoluto, visto que o solo é uma fonte inesgotável de elétrons e o seu potencial não pode ser mudado. 

Todo o excesso de tensão é enviado para o solo, sobretudo fazendo com que o potencial elétrico fique sempre em zero.

Várias vezes é utilizado o fio neutro da rede para conectar o fio terra de algum equipamento. 

No entanto, mesmo que ele seja um fio aterrado pela companhia de distribuição, não há um aterramento apropriado, já que sua função é basicamente evitar choques.

 

Importância do fio terra

 

Todo circuito elétrico bem projetado e executado deve ter especialmente um sistema de aterramento.

Um sistema de aterramento adequadamente projetado e instalado minimiza, dessa forma, os efeitos destrutivos de descargas elétricas (e eletrostáticas) em equipamentos elétricos.

Além disso, também protege os usuários de choques elétricos.

Para isto, as tomadas são dotadas de três pinos. Dois dos quais são fase ou fase e neutro, e o terceiro, isolado dos primeiros, é o terra.

O fio de cobre é um milhão de vezes melhor condutor do que o corpo humano, por exemplo. 

Portanto, se oferecermos aos elétrons dois caminhos para eles circularem, sendo um o corpo e o outro um fio, a maioria deles circulará pelo fio. 

Neste sentido, vai minimizar os efeitos do choque na pessoa.

Onde o fio terra é utilizado

 

O fio terra deve ser instalado em todas as tomadas e pontos de energia da casa, independente do ambiente. 

Isto porque, vai garantir que qualquer equipamento que possua o fio terra seja interligado ao sistema de aterramento, por exemplo.

Desse modo, o aterramento nas instalações elétricas atuais é um item obrigatório.

Sua função está na proteção dos equipamentos através da criação de um caminho para as correntes de falta. Atuando assim nos dispositivos de proteção.

A principal função do aterramento, além da proteção de equipamentos, é evitar choques elétricos. Afinal ele pode causar desfibrilação ventricular (parada cardíaca).

Desse modo, é recomendado em qualquer caso o uso de dispositivos DR 30mA. 

Ou seja, equipamentos diferenciais residuais que desligam os sistemas no caso de choque elétrico ou fugas de corrente maior do que 30mA.

 

Geração de calor em 110 e 220 volts

 

No caso de aparelhos elétricos que transformam energia elétrica em calor, que é o caso dos aquecedores, ferros elétricos, secadores de cabelo, entre outros, a tensão de 220 V pode garantir um melhor desempenho para instalações elétricas que apresentam as mesmas características, por exemplo.

 

Espessura dos fios

 

Ao se deslocar pelos fios, os elétrons encontram resistência ao movimento, especialmente, porque gera uma determinada quantidade de energia elétrica que não será efetivamente utilizada pelo aparelho, mas, sim, convertida em calor. 

A quantidade de calor gerada para fios iguais dependerá do quadrado da corrente elétrica utilizada, ou seja, as tensões de 110 V gerarão mais calor, uma vez que precisam de maiores correntes para manter a potência elétrica do equipamento. 

A questão é utilizar a espessura correta do fio para cada instalação elétrica, de forma a gerar a menor quantidade de calor possível.

 

Por que a maior parte do Brasil utiliza 110 volts?

 

Por uma questão de segurança. O choque elétrico que resulta de uma tensão de 220 V pode gerar mais danos que um choque proveniente de uma tensão de 110 V. 

Além disso, as grandes distâncias percorridas pela corrente elétrica, desde a usina de geração até o consumidor final, geram muita perda de energia, o que justifica uma tensão menor para a maioria dos consumidores.

 

Dicas para 110 e 220 volts

 

Procure saber a voltagem das tomadas do imóvel e observe na indicação do produto que você quer comprar se ele é para uma instalação de 110V ou 220V.

Antes de viajar, pesquisa qual a voltagem utilizada na região. 

No Brasil a voltagem é bem diversificada.

Se possível, escolha aparelhos bivolt, ou seja, que funcionam em ambas as tensões. 

Celulares e computadores são os exemplos mais comuns, mas muitos outros aparelhos eletrônicos e eletrodomésticos já são comercializados em versões bivolt. 

Essa é a melhor solução para você deixar a dúvida sobre a diferença entre 110 e 200 volts de lado.

Esses equipamentos possuem transformadores flexíveis, o que evita a queima acidental ou um curto-circuito. 

Você também fica mais despreocupado durante as viagens.

Se você possui muitos aparelhos que não são bivolt, existem transformadores que podem converter tensão 110V em 220V, ou vice-versa. 

Uma ótima alternativa para adequar tensões de equipamentos e redes elétricas. 

Você conecta o transformador na tomada e ele fica entre a instalação e o aparelho.

 

Conte com ajuda profissional

 

Muito importante você ter esse conhecimento sobre a diferença entre 110 e 220 volts., além de facilitar no momento da compra, vai ajudar a deixar a sua instalação mais segura. 

Porém, se você ainda ficou com dúvidas sobre o assunto, procure a ajuda de profissionais.

Seja de um eletricista para dar o suporte com a instalação, por exemplo, ou seja com os vendedores dos aparelhos eletrônicos ou eletrodomésticos que você deseja comprar.

Outra aliada bem importante é uma loja de materiais elétricos de confiança. 

Você percebeu que falamos sobre vários produtos que estão envolvidos com a voltagem e a instalação elétrica, como tomadas, fios e cabos e transformadores. 

Para isso, a Eletro Energia está aqui para ajudar com o que você precisar. 

 

A voltagem dos equipamentos elétricos deve ser levada em consideração

 

Em se tratando de tensões 110 e 220 volts, é possível escolher entre uma e outra na hora de fazer as instalações elétricas das residências. 

Isso porque é comum o uso de tomadas de ambas as tensões, mas é fundamental conhecer as voltagens de cada parte da casa.

Um aparelho de 110v vai sofrer um curto-circuito caso seja ligado em 220v, por exemplo. 

Além do mais, esse tipo de acidente pode fazer circular uma corrente pela instalação elétrica, causando sérios danos a outros equipamentos ou até mesmo provocando incêndios.

Em contrapartida, se um eletroeletrônico 220v for ligado em 110v, ele pode não ligar ou funcionar com uma performance bem abaixo do esperado.

Gostou do nosso post sobre 110 e 220 volts?  Aprendeu a utilizar cada uma dessas voltagens corretamente? 

Então fique por dentro do nosso blog.

 

FIQUE POR DENTRO DE NOSSAS PROMOÇÕES